Um novo tempo

Começou um novo tempo nas nossas vidas, filho. Enquanto tu te adapta a esse mundo tão diferente do útero, eu me adapto ao meu mundo contigo nos braços.

Às vezes parece que foi tão rápido. Em outras, parece ter demorado. Desde 28 de Janeiro, dia em que tu começou a existir e te formar dentro de mim até 9 de Outubro, madrugada em que tu nasceu, o tempo voou e se arrastou, dependendo do meu estado de humor e espírito. o próprio blog ficou meio de lado, esquecido, depois de eu constatar que não tinha leitor algum e me sentir um pouco estranha de escrever pra mim mesma, enquanto eu ficava falando contigo através do barrigão day after day.

Mas então tu nasceu e veio essa urgência de escrever novamente. É uma enxurrada de sentimentos, experiências, de primeiras vezes, que me pareceu impossível não dividir com alguém essa montanha-russa. No momento, só eu e o meu fiel MacBook somos testemunhas, mas… who knows? De repente a gente vai conhecendo algumas pessoas e timidamente começando a ganhar leitores e participantes das tuas aventuras no mundo novo.

E então que eu li 500 blogs, livros, sites sobre gravidez e maternagem, educação de bebês e etc. Sim, porque eu sou essa pessoa que odeia organizar, mas adora planejar. Aquela que curte uma viagem desde a primeira pesquisa sobre hospedagem, restaurantes e programas a serem feitos até o momento de contar pros amigos os “causos” e aventuras vividas. E eu tentei bravamente me informar pra estar preparada pra tudo. Juro que caí nessa lorota de ter a rotina básica de um bebê dominada. Ledo engano. Cada dia é novo, é diferente, é único. Pro bom e pro ruim. Uns dias tu mama mais fácil, mais sossegado. Em outros, briga com a teta, se enfurece quando deixa que ela escape momentaneamente da tua boca. Tem dias que dorme fácil, rapidinho. Em outros, como ontem, estala teus olhos no meio da madrugada, observando tudo, como se dissesse: “Gente, vocês tem sido tão legais comigo! Que tal a gente curtir um quality time de família agora mesmo?” . Tem dias que eu te ouço chorando pela babá eletrônica e levanto na maior disposição, me sentindo tão importante na tua existência, orgulhosa de te alimentar. Já em outros, eu vou quase sonâmbula até o teu quarto e me deparo com fralda vazada, lençol mijado e preparo meus ouvidos e meu coração pra ouvir tua reclamação ao ser trocado. Afinal, tu é um bebezinho de 16 dias que já decidiu que ODEIA tirar a roupa. E haja ouvidos às 4 da manhã pros teus brados de indignação. Como eu disse, Victor, uma montanha-russa de emoções.

E eis que hoje de manhã eu descubro que teu coto caiu. Minha primeira reação é de alívio. “Que bom! Cuidamos certinho, não preciso mais me preocupar com infecção, posso parar de dar banho de gato (talvez sendo mergulhado na banheirinha ele chore menos – I hope!), não preciso mais dobrar a fralda e com isso causar vazamentos noturnos”. Depois veio aquele orgulho. Que bebê grande! Evoluído! Já tem seu próprio umbiguinho a pleno funcionamento! E então… veio o baque. Meu Deus! Caiu o coto. O último elo de “carne” que nos remetia à gravidez, aquele tempo tão bom em que a gente estava sempre grudadinho, juntinho e com o benefício de que tu dormia quando eu dormia. Aquele tempo em que eu dormia o quanto EU queria.  Daí me deu um apertinho no coração. Logo em mim, a mulher que tanto defende a independência da criança e que não quer-pretende-deseja ser daquelas chatas-insuportáveis-ciumentas com as ficantes, namoradas, noras, whatever. Filho a gente cria pro mundo blá blá blá.

Filho, hoje teu coto umbilical caiu e eu tive vontade de chorar (e tô tendo de novo, bem agora, só de escrever isso). Por oravamos culpar os hormônios pós-parto…   :-s

Com todo o amor,

Tua mamãe neurótica

Anúncios

6 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Gu
    out 26, 2011 @ 18:18:07

    Oi Bibs, adorei o Blog, é bem emocional, acho que tu consegue expressar muito bem oq ue tu sente pelas palavras.. eu fico imaginando se fosse minha mãe.. o que ela teria escrito…
    eu vou continuar lendo teus posts!

    beijos
    Gu

    Responder

    • biainwonderland
      out 29, 2011 @ 12:33:11

      Pois é, Gustava! E tu vai ver que as trapalhadas também são beeeem minha cara. Vai acompanhando, que assim a gente fica mais perto, já que eu vou demorar pra pegar a BR de novo 🙂
      bjãooo

      Responder

  2. Ana Paula
    out 26, 2011 @ 18:46:15

    Prima…..
    Acho que devia ter comentado mais no teu blog assim poderia ter a certeza que tinha alguém lendo tudo aquilo que vc escreve e se sentindo fazendo parte de todo TEU momento único e especial….. bom já falei e repito pode sempre contar comigo para QUALQUER coisa em QUALQUER horário…..

    Sim….. não fiquei só na vontade acho que foram poucas as vezes que não abri a torneirinha ao ler teu Blog!!!!

    Responder

  3. Bruna
    out 28, 2011 @ 17:27:43

    Ontem li os posts que ainda não havia lido. Depois, resolvi ler tudo de novo, desde o início.
    Passou tão rápido! E parece que a ficha só caiu pra mim quando eu vi o Victor nas fotos, nos teus braços. Talvez eu tenha essa impressão por, infelizmente, não ter conseguido conviver muito contigo durante a gravidez.
    O Victor é a coisa mais queriiida e a família linda demais! A vida é maravilhosa MESMO!
    Cousin, por favor, mantenha o blog atualizado. Vou estar sempre lendo para aprender bastante com as tuas dicas!
    Beijos!! :o)

    Responder

    • biainwonderland
      out 29, 2011 @ 12:23:40

      Pois é, dona Cousin! Fico sempre pensando se passou rápido ou devagar e realmente não consigo me decidir 🙂 Essa distância de NH a Poa parece que triplicou desde que o Victor nasceu, né? Pode deixar que eu vou tentar bravamente manter atualizado as aventuras (as minhas e as dele, claro!)
      🙂
      beijos!

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: